terça-feira, 23 de junho de 2015

À BEIRA MAR

Textos e pretextos



À BEIRA-MAR



No areal deixaste teu rasto…

Pedaços espalhados pelo chão.

Fímbria cintilante.

Enches a casa de sonhos.O coração.

Sei que existes.

 Sol escondido.

Sempre foste…

Cedros crescem lentos

Erectos…

Sombras. Flor e fruto.

Tímido embrião brota

Rasga o escuro.Devagarinho.

Ainda guardas o meu néctar?

Na mina dos teus olhos?

  Bela e a Fera”, onde se morre de amor 

e por amor?

O meu pensamento é teu.

Invenção original.

Milagre vivo .

Vestido de ventura e cor.

Partilhar.Receber.Dar.

Ofereceste-me uma flor…

Cai a noite.Acontece.

Mãos de veludo deslizam

Meu corpo abre-se para Ti

Fios que a vida tece…


À beira - mar …É lá que quero morar…lucinda ferreira 
imgs da net

Sem comentários:

Enviar um comentário