quinta-feira, 16 de julho de 2009

A vida é o dom mais precioso


Recebemos a vida sem nada ter feito para isso.

Mas a vida é o dom mais precioso que existe.Só quem por vezes chega ao limite de a perder, pode sentir o valor que ela tem.

Recordo agora até a história de uma senhora que se atirou para debaixo do combóio , cansada da vida. Não ficara trocidada ,mas ficara sem as pernas

Agora mutilada, é uma entusiasta da vida que incute e dá coragem a todos para que usufruam a vida!

Foi preciso chegar ao limite para agora agradecer o bem que tinha e não valorizara.



E...ainda há quem diga para os pais:'Não , me fizesses'...em vez de agradecerem com alegria, pelo facto de estarem vivos!

Diz-se que muitos espíritos esperam para encarnarem e viverem esta experiência única de evolução .
Só num estádio de liberdade em que se pode escolher perante as situações de luz ou densidade, se evolue ou involue, entre a luz ou a densidade.

Depois , retorna-se à Luz e fazem-se os contractos do que se virá tentar experienciar neste plano.

Diz-se por exemplo, que as pessoas com grandes deficiências, escolheram essa situação para evoluirem mias depressa.

Tudo experiências.

Tudo mistérios.

Mas voltando à vida, tive o grato prazer de há dias falar com um Professor Universitário de Medicina desta Universidade de Coimbra, onde também já tive o privilégio de também dar aulas, que numa postura rara e próxima do sofrimento, me dizia que nas suas aulas, começava sempre por dizer aos seus alunos , que para ser um bom médico, era muito importante ter já passado pelo estatuto de doente numa situação de limite...

Isso daria uma capacidade imensa de se por na pele do outro e avaliar e mudar perante o sofrimento do outro e ser um médico muto mais próximo do doente.



Grande , grande este homem que à porta do seu consultório escreve:

a mente humana é como um paraquedas. Só funciona quando aberta!



Parabéns , meu querido e ilustre amigo. É isso mesmo.