sexta-feira, 6 de maio de 2011

Ja plantou a sua árvore?



Vamos plantar uma árvore?




Da árvore do silêncio pende seu fruto, a paz.
Arthur Schopenhauer


Quando uma árvore é cortada ela renasce em outro lugar. Quando eu morrer quero ir para esse lugar, onde as árvores vivem em paz.
Tom Jobim


Os espinhos que colhi, são da árvore que plantei
Lord Byron

Se alguma dúvida houvesse da existência de um Ser criador de infinita Beleza e Inteligência, bastava observar a Natureza.


A sua variedade, perfeição, força, grandeza, constância, são indiferentes a tudo! Sempre a sua renovação se oferece generosamente a bons e a menos bons, apesar das agressões que são cometidas contra ela, a Mãe Natureza.


Tal como os animais que acabam de ser maltratados e logo perdoam, manifestando a sua ternura pelo dono, a natureza tem vindo a renovar-se apesar de todas as agressões humanas, Até quando? Não sabemos…


O campo vestido de cores diversas é tudo o que há de mais belo no mundo que nos rodeia. Se prestarmos um pouco de atenção e pararmos para ver de perto, o aveludado de uma rosa, ficamos comovidos. Tudo oferecido a todos. Para quem tiver alma para sentir., capaz de se emocionar e agradecer.


A grandeza, a força, a beleza, o ritmo inteligente do mar são outras tantas maravilhas que não poderão deixar ninguém indiferente.
Depois há algo que nos fará pensar:
a inteligência concedida ao homem consegue maravilhas, mas criar a vida, isso ele não consegue.
Tudo isto oferecido aos humanos por amor, para que ele usufrua, agradeça, respeite e admire.


A Mãe Natureza, como todas as mães, dá-se sem pedir nada em troca. Nela repousamos. Nela nos renovamos. Dela nos alimentamos: a alma e o corpo. Dela nascemos e a ela voltamos.
Amá-la e respeita-la tem que ser para nós, fonte de prazer e alegria.
Ela sofre muito quando a destroem. Ela não merece isso dos seus filhos a quem se dá sem reservas.


Plantar uma árvore é um gesto de grande alcance. Prova de amor e sabedoria.
Diz se que não se pode passar por este plano TERRA, sem deixar um filho, escrever um livro e plantar uma árvore…

Há então que ir lutando para deixar tudo em ordem…
Plantar uma árvore …ou muitas…será o mais fácil.
E se não temos terreno, há sempre maneira, desde que estejamos nessa disposição, conscientes disto mesmo.

Lembro-me de ter visto uma vez na televisão, um senhor reformado que se ocupava, como voluntário, cheio de alegria e comprometido com as árvores da rua que ele enfeitava de amores-perfeitos na sua base,
O seu jardim, onde todos os dias se ocupava atarefado e feliz, era no espaço público ,que partilhava com todos e que todos respeitavam com agrado e carinho..
Que coisa linda e original que merece ser imitada, não acham?

E plantar uma árvore é a mesma coisa.
Quando queremos muito uma coisa, arranjamos sempre maneira de o conseguir. Esta tem que ser uma delas.
Se todos deixarmos uma árvore ao partir, ainda assim não compensamos a perda de tantas que se torcem e retorcem aquando dos incêndios.
E não podemos esquecer que são elas que numa troca amorosa, nos fornecem o ar que precisamos para viver. Nos dão os frutos docinhos e nos cobrem e protegem do calor, nos dias escaldantes de Verão.
Uma árvore é nossa mãe. Protectora. Nossa irmã!
Há que protegê-las. Respeitá-las. Ser-lhes grato.


Então não se esqueça:
PLANTE A SUA ÁRVORE logo que puder.
Era engraçado ser no dia dos seus anos,


Meu filho plantou uma no dia do seu vigésimo aniversário.
Esta coberta de flores!

linmare@edicomail.net
Blog:
http://lucinda-umaponteparaoinfinito.blogspot.com