quinta-feira, 6 de maio de 2010

Encontro de antigas alunas do Colégio Rainha Santa Isabel


Conforme vem sendo minha preocupação, cá estou este ano de novo, para reunir o maior número de antigas alunas do Colégio onde estudei durante 8 anos.

Consegui reunir apenas uma meia centena de colegas, apesar de ter feito mais de 200 telefonemas.

Sábado, pelo meio dia , nos reuniremos para assistir ao nosso programa social e tomarmos uma refeiçaão em conjunto , a suprema comunhão entre as pessoas!



A vida não pára e as pessoas estão doentes, cansadas e cheias de marcas da vida difícil de viver.


Poema para as minhas amigas, colegas do Colégio Rainha Santa Isabel, em Coimbra ( Encontro, 8 de Maio 2010)

Abraços
Laços
Unem
Atam
Soldam
Ligam pedaços soltos
Envoltos
Na vida que passa
Despedaça
Grassa
A CRESCER
MORRER
CADA MOMENTO…
Sentimento dor alegria.
Em cada dia
Partilhar
Dizer
O que vai no peito
Amor perfeito ?
Solidão?
A quem dar a mão?
Abraçar?
Desabafar?
ESCUTAR?
Não sei onde moras…
Já nem sei quem és …
Urgente
Abraços
Laços
Pontes
Fontes
Sorrisos
Permuta
Escuta.
Encontros?
– Muitos!
“Amizade, procura-se!”
Abraços
laços
Pontes
Fontes
Nascentes de água viva
Coração cheio
Encantado
Fortalecido
Unido!
8 maio 2010
Nova era
Primavera
Jardim
Dentro de ti
Em mim
Florescente canteiro
Viveiro
Renascido
Renovado
Filhos netos
Abrindo caminhos
Jamais andados
Abraços
Laços
Dentro de ti
Em mim…

,,,Assim…
Um xi coração da Lucinda Ferreira
linmare@edicomail.net
http://lucinda-umaponteparaoinfinito.blogspot.com
Telemóvel: 96 77 52 702



Ao fazere os telefonemas, bem escutei dificuldades, mágoas e dores várias.


Deu me a ideia que ainda nen todas nós aprendemos o segredo: a vida é um privilégio maravilhoso.

Tudo é para agradecer .

O que é bom, é mesmo bom.

O que parece menos bom, é ainda melhor , porque é oportunidade para crescer a aprender as lições que nos fazem mudar .

Depois ver o sol todos os dias, ter nascido na Europa, num tempo de tanta violência e encrencas por esse mundo fora, é ainda motivo para agradecer.

Eu, cada vez que viajava para outros continentes: África, Ásia ou mesmo Américas, estava sempre desejosa de chegar à Europa e a Portugal .

É verdade que as coisas estão a mudar neste canto, mas talvez se cada um de nós der o seu melhor, será como a pedrinha no lago que fará ondulação até ao infinito.

Colher uma flor neste canto do mundo, faz estremecer uma estrela no Japão , do outro lado do mundo , porque todos estamos irremediavelmente unidos.

Por isso quando alguém sofre ou tem alegria , todos estremecemos mesmo inconscientemente.

Ainda mais : fazer mal a um animal ou a uma planta, é fazer mal a nós mesmo, porque o Universo são as pessoas , mas também todos os seres vivos e as plantas do nosso Planeta.

Donde a harmonia é conseguida no conjunto de tudo o que somos e nos rodeia.

Voltando ao nosso encontro, deixo-lhes um pequeno poema que dedico às minhas Amigas.

Aqui ficou ele, lá atrás, neste dia de blog. .. ...