quinta-feira, 24 de junho de 2010

Saudades


Ora cá estou eu de novo ,para lhes falar das saudades e da falta q me fez o contacto convosco.
Escrevi alguns pequenos textos q vos ofereço de todo o coração .
Eles aí vão...



VOO


Faz me falta
O vento na vidraça
O olhar puro da minha gata
Abrindo as coroas de rei
Do meu jardim
Coisas simples eu sei
Mas eu sou assim
A vida correndo como um rio
Deus em mim
Calor ou frio
O momento passa
Bate a chuva na vidraça
Olho o passado dentro de mim
Fico como pedaço partido
Tento a reconstrução
Integração
De um ser inteiro
Assumido!
Passa triste recordação
Teimosa
Não quer partir
Insisto.Resisto.
Com ajuda de Deus
Sei que vou conseguir
Aqui , frente ao mar
Continuo a lutar
Porque sei: só Ele me pode
Libertar!


Figueira da Foz, 17 Junho 2010