domingo, 27 de setembro de 2009

O mundo em que vivemos


Estou agora a ouvir o programa Camara Clara, Programa II, em que se conversa com um Músico ( João Paulo Esteves da Silva) e um Escritor, Richard Zimler, judeu, com o livro , Os Anagramas de Varsóvia .
Naturalmente que me comoveu tanto horror.
Ainda ouvi Chopin, no filme ,O Pianista, escrito sobre a obra de Polanski, em que um judeu toca esta peça, conseguindo fugir á morte.
"A Arte não salva,mas consola"- dizia a apresentadora.
Aqui salvou, felizmente
Enfim,as pessoas recordam tanta crueldade...e ainda há sobreviventes que recordam esse maldito passado.

Agora fala-se do testemunho de uma senhora, Shirin Ebadi,Prémio Nobel da Paz , autora da obra GAIOLA DE OURO, em que fala do regime teocrático do Irão e de uma família islâmica. Tudo muito negro e doloroso.

Ouvi ainda falar da "Trilogia Milénio" ( O primeiro Livro: Os homens que odeiam mulheres e os dois restantes...) que denuncia o lado negro da sociedade sueca.
Pena que este jornalista , morre de ataque cardíaco, com cinquenta anos...

Mas na verdade, as pessoas andam por aqui cheio de conflitos, embora nem todas tenham talento para deixar transcrito em beleza...

Ontem conheci um estrangeiro que trabalha desesperado, para uma firma de transportes, sendo ele um um designer de a qualidade...mas o pior é que já não recebe o seu salário há dois meses.
E tem famíla! E tem uma filhinha doente.

Doeu me tanto , que prometi tentar ajudar. Ele era muito digno.
Quando já ia no meio da rua, quase só ao cimo, pede-me que me reze por ele...
Não o esqueço, naturalmente e sei que Deus o vai ajudar.

Hoje, ainda me deu mais um bac no coração.
Estava na Livraria a fazer uma pesquisa, quando sem saber como, falei com uma senhora que estava ao meu lado.
Não foi difícil. Começou a falar comigo e a contar me toda a sua vida.
Tinha 45 anos. Tinha 13 filhos!!!!!!!!!!!!!!!
Tinha vivido 8 meses em Barcelona.
Mas...agora estava na Casa Abrigo, embora ainda hoje não tivesse comido nada, porque não gostava da comida.
Vendo-me ali com os livros, fez me um pedido.
- O meu maior sonho e a solução da minha vida, é escrever sobre o livro da minha vida!
Disse-lhe que se pudesse ajudar, o faria . Dei-lhe o meu telefone.
Mas tudo me pareceu esquisito, pela sua ambição num mundo em que tanta gente escreve com qualidade.
Começou a ter filhos aos 18 anos. Foi casada 4 vezes.
Só me falava de crueldade e de maldade humana.
Perguntei-lhe e disse-me que tinha o 9.º ano.
...
Depois falei..lhe do preço da publicação do livro.
Depois perguntei quais eram os seus objectivos.
- Falar do que tanta pessoa sofre ,como ela, no mundo.
- E acha que vai vender o seu livro?
-Vou, com certeza.
Enfim fiquei a pensar , como eu adorava escrever os meus livros e não tenho força e ela , quanta força tinha!
Grande lição!
Muito obrigada, minha amiga daquela tarde na livraria....