sexta-feira, 30 de abril de 2010

Teatro


Ontem apeteceu-me e fui ao teatro.

Teatro clássico na Faculdade onde dei aulas.

A Associação Cultural THÌASOS composta por estudantes, professores e funcionários da FLUC , de natureza universitária, divulga teatro greco-latino ou aí inspirado, tentando demonstrar a sua actualidade.

Ontem foi uma ante-estreia da obra Hipólito de Eurípides.

E quem é Eurípides?


É o último em data, dos 3 grandes poetas trágicos da Grécia . Nasceu em Salamina 480-406 a.C.

Deixou uma obra vasta.

Destaco apenas Ifigénia em Táurida, Efigénia em Áulis, Electra, Alceste, Hipólito Coroado, As Trioanas, As Bacantes,Andrómaca, Íon, Medeia,etc.

Apontam-se como as principais qualidades de Eurípides:

. a elegância de estilo

. a harmonia

. a habilidade em exprimir as paixões ...

No entanto também se lhe apontam como limitações:

. a prolixidade das falas das suas personagens

. a irregularidade da composição dramática

A obra a que assisti, uma tragédia , versão euripidiana conta uma história de amor, traição e ciúme de Fedra, Teseu e Hipólito.

A peça era representada por alunos portugueses e brasileiros.

Confesso que a pronúncia brasileira para um discurso também um pouco hermético, dificultou um pouco a compreensão do texto...

De qualquer modo , o nível representativo em geral, era excelente .

Esta obra Hipólito foi apresentada pela primeira vez , em Atenas , em 428 a.C.

Neste momento da história , a Grécia já nem precisa de ficção...

A tragédia da economia dá-lhes cabo da vida e da cabeça...e ao mundo também, se virmos bem.

Qualquer povo pode ir pondo as barbas de molho (...) e não me alongo mais, porque esta tragédia verdadeira, até tira o sono ao mais saudável...

quinta-feira, 29 de abril de 2010

A Arca de Noé do século XXI







Caros amigos, partilho convosco algo que acho interessante.
Talvez muitos de vós já saibam , mas talvez outros ainda não conheçam, tal como eu só agora soube.
Fica então este artigo e tb o pedido que leiam o comentário do Gonçalo que não conheço , mas que deixou uma ideia interessante , como comentário ao meu blog, ontem, dia 28 de Abril 201o , ao falar do Orfeon de Seia .
Saudaçoes amigas



.........................................................................................................................
A Arca do Fim do Mundo do século XXI…





“VIVEMOS TODOS EM TREVAS, PORÉM OS QUE SABEM ALIMENTAR A ESPERANÇA, SÃO OS CAPAZES DE LEVANTAR OS OLHOS PARA VER AS ESTRELAS “
Oscar Wilde


No tempo em que vivemos, parece que tudo está em risco, até mesmo as plantas…
Pode desaparecer o homem, mas as plantas vão ser preservadas para que haja o que houver, elas possam de novo renascer e povoar o Planeta de flores e frutos docinhos e apetitosos.
E depois se os seres que surgirem, não forem seres como nós, hão - de deslumbrar-se com tanta beleza e maravilhas de Deus, que nós nem sequer reparamos hoje, que temos tanta e tanta variedade linda e abundante.
Então o homem, para assegurar o repovoamento do Planeta, no caso de uma catástrofe, de um desastre ecológico, seja por causas naturais ou pela acção do homem, constrói a grande Arca de Noé, um enorme armazém que contém amostras de plantas necessárias para que se reinicie a conquista da Terra, pelos vindouros!
Um grande cofre guarda amostras de 100 milhões de sementes.
No total, a arca receberá mais de 100 milhões de sementes, procedentes de todas as partes do mundo!
Armazenadas nas profundidades de uma montanha árctica, empacotadas em alumínio, rodeadas por muros de um metro de largura, as sementinhas adormecidas guardam o segredo da vida das plantas mais variadas.
Cada na amostra é guardada em pacotes com três capas de alumínio, fechados de forma hermética, para garantia absoluta da sua conservação nas melhores condições possíveis.
A Svalbard International Seed Vault (SISV) também conhecida como a “Arca do Fim do Mundo” está desenhada para guardar todas as diferentes variedades das sementes conhecidas pelo Homem.
Foi construída essa arca em Longyearbyen, um pequeno lugar mineiro na ilha de Spitsbergen , pertencente ao arquipélago norueguês de Svalbard, a uns 1000km do Pólo Norte.
O lugar foi escolhido pela sua estabilidade sísmica e por estar escavado num solo permanentemente gelado do território árctico, facilitando assim com mais segurança, a conservação.
A arca árctica fica encravada dentro de uma montanha congelada, com um túnel de 125 metros de profundidade, escavado na rocha.
Este longo corredor dá acesso aos três armazéns de abastecimento.
O interior do corredor foi reforçado com uma estrutura circular de aço, desenhada para evitar o perigo de qualquer colapso, devido à erosão da montanha, onde se encontra a Arca.
No final do corredor, encontra-se a sala de controle, onde os técnicos da Arca procedem ao registo das amostras de sementes que vão chegando de todos os países do mundo.
A classificação de cada amostra regista a espécie, procedência e idade.
As amostras assim conservadas cuidadosamente em “caixas negras”, só serão postas em circulação, no caso de todas as fontes de sementes do Planeta terem sido destruídas ou esgotadas.
A conservação das sementes na Arca será um serviço gratuito.
Os países que enviarem as suas amostras, continuarão a ser sempre os seus proprietários. Todos eles poderão recorrer a cópias de reposição que se encontram conservadas no cofre árctico, sempre que uma variedade desapareça do seu ambiente natural.
Todas as informações completam um banco de dados, cujo conteúdo pode ser consultado na Web, pela comunidade científica.
A entrada da Arca apresenta um desenho futurista, concedido por um artista norueguês, Dyveke Sanne .
A frontaria é de espelhos metálicos que reflectem o sol durante o dia e brilham na obscuridade da noite.
Junto à porta, encontram-se compressores cuja função é refrescar o interior da Arca.
Inclusivamente, dizem os cientistas, mesmo que todos os sistemas de refrigeração falhassem, a temperatura na montanha, devido ao “permafrost” ( capa de gelo perpétuo da região,) resolveria o problema.
A construção desta Arca de Noé da Nova Era, nesta ilha da Noruega onde foi depositado o cofre, tem como objectivo combater especialmente os efeitos apocalípticos de mudanças climáticas e ou, a ocorrência de uma catástrofe global proveniente de uma guerra nuclear.
A segurança das instalações passa por uma porta blindada e um muro divisório, contando ainda com a presença de autoridades norueguesas.
Os responsáveis evocam o local das instalações de difícil acesso, os invernos muito frios e rigorosos, os bancos de gelo circundantes e ainda a ferocidade dos ursos polares como segurança adicional…
O norueguês Westergen explica:
“ O nosso objectivo é conservar aqui uma cópia de segurança de sementes de todo o planeta. Assim, frente a uma catástrofe de origem natural ou humana, a biodiversidade das culturas estará a salvo. A Arca representa uma estratégia crucial para garantir o futuro das culturas que nos alimentam a todos.”
E depois deste curto relato de algo tão importante, fica a informação e o motivo de reflexão de vária ordem…

terça-feira, 27 de abril de 2010

Orfeon de Seia

Este é o meu muito querodo amigo Rão Kiao de quem falarei um dia destes
A outro foto prometida , virá mais tarde.


Ontem falei da visita de um grupo de 45 franceses a Portugal, nas férias da Páscoa.


Referi a hospitalidade e a qualidade do Orfeon de Seia, que de um modo fidalgo, recebeu este grupo de Poitiers.


A qualidade da apresentação do Coral de Seia tocou-me francamente.


O Coral actua sob a direcçãoMaestro Fernando Beco.


A direcção está confiada a Pedro Marques, Ricardo Alves e Rui Cabral.


Dei a minha opinião ontem , no comentário,mas hoje faço questão de voltar a referir a hospitalidade e a categoria do grupo de Seia que congrega gentes, vizinhos e amigos dos dois sexos e de todas as idades.


O Maestro Beco arranca daqueles amigos, lindas e variadas obras que consolam a alma de quem os escuta.


Ao grupo , ao Maestro e à sua Direcção, o nosso agradecimento e parabéns .
Gostava de lhes apresentar o grupo em fotografia ,mas hoje ainda não é possível .Voltarei aqui , para lhes apresentar o grupo. Prometo


Foi um prazer conhecer gente boa e bem cantante lá nos píncaros do nosso País .

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Non...je ne regrette rien...


Desde 1982 que faço intercâmbios com grupos franceses e este foi mesmo o primeiro grupo com o qual iniciei este meu trabalho.

Ecole Moderne de Musique de Poitiers, sob a responsabilidade do MAESTRO Pierre Bergerault. Justo assinalar a sua esposa, ela também professora de Música e a grande trabalhadora por de trás de seu Marido , Maestro e Compositor.
.........................................................................................................................-Alias, Coimbra é uma cidade geminada com Poitiers.

O grande êxito, além da execução belíssima da Orquestre, foi a grande canção de Edith Piaff, que o Coral cantou magnificamente.

Todos actualizámos o pensamento de Edith.

"Não lamento nada do que vivi. Nem o mal , nem o bem que me fizeram. Borrifo-me para o passado. A vida começa agora."

De facto cada segundo da nossa existência é sempre um milagre e um recomeço.Ha um provérbio português que diz :

"Águas passadas não movem moinhos..."

Ninguém se banha duas vezes na mesma água...não é mesmo?

Então ,força , vamos recomeçar agora mesmo...aqui e agora , é a vida que saboreamos e agradecemos a Quem no-la concede.

É bom construir pontes através da Arte , da Música , a bela e eterna Arte dos sons que maravilha a nossa alma e a faz cantar, mesmo chorando...

Non...je ne regrette rien... ecoa a maravilhosa e inconfundível voz de Edith Piaff, a menina da rua , humilhada, sofrida que depois dá a mão a tanto artista e os lança em brilhantes carreiras.

Charles Aznavour foi um deles...e tantos outros...

domingo, 25 de abril de 2010

Uma Flor para Ti!

Antes demais , quero oferecer uma rosa a cada uma das amigas e amigos que subscrevem o meu blog. ..
Trouxe do campo, dos lugares onde passei.
Colhi para vos ofercer. Recebe?
...........................................................................................................

Dizer que tenho saudades de vir ao meu blog, é pouco para o que me vai na alma e no coração!


Os meus amigos que me lêem ou que se fazem meus seguidores, são um pouco, a minha família da alma.


Muito obrigada a todos vós e sobretudo também uma gratidão especial , para quem me deixa uma mensagem.


Gostava tanto de comunicar com Maria do Céu Vieira e não consigo...


Se por acaso me lê ainda, pf mande me uma mensagem para linmare@edicomail.net, pq assim posso responder-lhe e comunicar com a minha amiga.


Pois na realidade, tenho andado ocupada, pq sempre estive ligada à Música e dinamizo apenas , por alegria de ser ponte entre os povos e de promover a Paz e Amizade entre as pessoas, intercâmbios entre grupos musicais de diversos paises.


Notamos, contudo, que apesar da Música continuar a ser uma linguagem divina que une os povos , os intercâmbios estão a ficar cada vez mais difíceis .


As pessoas estão menos disponíveis para se darem um pouco ou se sacrificarem seja lá pelo que for ou por quem for , ou mesmo por que causa for...
Acrescento que neste caso, só temos gratidão para quem acolheu, mas as coisas são diferentes do que eram quando comecei em 1982, a fazer isto mesmo.


É pena ...pois os frutos de dar e receber não tem limites e é algo que só enriquece!
........................................................................................................


Recebi 45 franceses e organizei alguns encontros com 2 grupos musicais : um de Coimbra - A maravilhosa Orquestra de Instrumentos de Sopro e um grupo fantástico , Coral de Seia dirigido pelo Maestro Fernando Beco.


Foram de facto momentos de alguma emoção e encontro que vivemos todos , vibrando sobretudo pela mesma causa e criando amizades e comunicação que sem a Mùsica não existiriam.


Enfim passeios, encontros, conversas e concertos, afastaram-me dos meus amigo do blog, que contudo vão comigo par todo o lado, onde estou.
Eles moram dentro de mim. No meu coraçao!


Depois deste pausa para a Música fiz também um curso DESCOBRE TE A TI MESMO de que lhes falarei na próxima vez e que também pode ser uma sugestão para quem o desejar.


Darei as coordenadas oportunamente .


Vale a pena entrarmos nesta aventura de nos conhecermos melhor e podermos crescer perante nós próprios, os outros e Deus !


Deste assunto falaremos depois.


Hoje é só para lhes desejar Paz e Bem e dizer-lhes o quanto sois importantes para mim.


Anunciar-vos também que se está por aí alguém que tenha andado no colégio da Rainha Santa , S. José de Cluny que comunique comigo ,pois estou a organizar algo muito interessante que vos pode interessar também





Fica aquele xi coração amigo


Vossa


Lindamar