segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Momento que vivi há muito e que apenas hoje transcrevo


MOMENTO



Iniciei uma caminhada
Na longa estrada
Que é a vida.
Estava só. Nua…Perdida.
Desgrenhada.
Na encruzilhada
Não sabia para onde seguir.
De repente,
Na curva apertada,
Mão amiga. Lisa. Aveludada
Estendeu-se para mim.
Desconfiada, quis continuar
Sem abrandar a caminhada.
Mas reparei que aquela mão
Era um abraço . Um coração
Com muito espaço!
Olhei para trás
Sem parar.
Tive medo
Quis continuar.
Mas aquela força era mais forte
Fez-me parar
Atraiu minha’alma,
Bússola- frémita
Buscando o norte sem nunca parar!
Quando cheguei
Reparei
Vi aquele ser
Era só luz - era Jesus
No corpo amigo do irmão sol
Feito farol para me guiar.

Que bem que fiz
Ter recuado.
Hoje somos um só
Feitos pão abençoado!
Matamos fome e sede ao desprezado
Acendemos estrelas na noite escura
No Verão ardente somos s frescura
Na desgraça
Presente
Luz e amor para toda a gente.

Em nosso peito sempre mais forte
Abrigo
Fonte
Suporte
Para o mendigo que como nós,
Não tinha abrigo
Não tinha norte,
Somos imagem do esplendor
Firme coragem
Terno amor
Para quem passa
Fruto e flor dum germe novo
Novo plano
E uma nova raça…