sábado, 21 de maio de 2011

A ENTREGA



21 de Maio 2011-05-21

A ENTREGA

"A confiança é um acto de fé, e esta dispensa raciocínio." Autor - Andrade

"Não há nada que faça um homem suspeitar tanto, como o facto de saber pouco." Fonte - Ensaios Autor - Bacon , Francis

A compreensão é a recompensa da fé. Portanto não procures compreender para crer, mas antes crê para compreender.
(Santo Agostinho, In Io. Ev. tr. 29, 6)

Quando confiamos em Deus, Ele é fiel e escuta a nossa prece.
Assim habituamo-nos a aceitar o que a vida nos traz, tendo a certeza que isso é sempre o melhor para nós.
Agradecemos quando as coisas são fáceis.
Agradecemos quando elas são menos fáceis, porque sabemos que isso traz em si uma mensagem. Uma lição que ainda necessitamos de aprender.
Essa certeza oferece uma paz e uma alegria, que de outro modo nunca se alcançarão.
É bem natural que num local tão denso como a Terra, onde escasseia a bondade, tenhamos que passar por experiências dolorosas.
Basta sintonizarmos, com a Justiça e o Amor anunciados e registados historicamente há dois mil anos, vividos por de Jesus Cristo e, ver como foram violentamente recusadas até à morte do Ser mais justo que alguma vez pisou a Terra.
Portanto conscientes das realidades de ontem, hoje e amanhã, são essa atitude de certezas, de fé e de confiança, num propósito maior que nos transcende, que guia as nossas vidas para luz, num caminho sereno e atento.
São ainda frutos dessa ligação ao transcendente, ao Céu, o desejo de partilhar essa felicidade com quem nos rodeia, que transforma as nossas vidas e as torna diferentes.
Quantas vezes, o nosso coração chora, embora estas mudanças, o caminho se abra à frente para muitos dispersos e infelizes, mas… ninguém escuta.
Entra por um ouvido e sai por outro. Não há eco.
Se não se despir do ego, do orgulho e do apego a este plano, a criatura humana nunca pode alcançar este estádio de felicidade e da garantia da missão para que nasceu.
Anda a correr para o abismo, para a conquista de tudo o que é material, na ilusão que de isso vai encher o seu coração. Assim vai conseguir realizar-se em plenitude - pensa para si.
Não que dizer com isto que a realização, a evolução, o crescimento neste plano estejam proibidos. Só não podem nunca, é estar em primeiro lugar e serem o unico propósito de realização.
Esse é o desastre do homem terráqueo.
Entreguemos nossas vidas ao Céu em primeiro lugar e tudo virá por acréscimo e em abundância!
Se assim não for, é caso para parar e ver o que ainda não está no seu devido lugar, de acordo com a essência humana.
A entrega é a condição sem a qual Deus não pode actuar. Isto porque Ele dotou a nossa condição humana de liberdade.
Se nos foi dito :
“ Pedi e recebereis “ ... “Batei e abrir-se-vos-á” …
E se Deus pela Sua natureza sagrada não pode mentir, depois de nos ter feito livres, é na nossa entrega, que está o segredo do nosso êxito para alcançarmos tudo o que pedirmos. Desde que isso seja o melhor para nós.
Ainda temos que sentir que se nós que somos maus, se os nossos filhos nos pedirem pão, não damos uma pedra, quanto mais o nosso Pai que está nos Céus, sabe o que nos convém e atende os nosso pedidos.
Entregar e caminhar.
Se o caminho não for o mais fácil, ele sempre traz em si um bem maior.
Temos que estar certos. O controlo e resistência opõem-se á actuação amorosa de Deus nas nossas vidas.
A entrega que não exclui a acção e o esforço, é a grande solução.
Não duvide nunca.
Esse é o caminho da serenidade e do sucesso.