sábado, 2 de abril de 2011

Comentario da Elsa Pimenta


Linda de morrer a tua experiencia em Tomar!

Adorei!

Eu tb sou assim...

Hoje de manhã, fui acariciar as folhas tenrinhas da minha macieira

Que verde tao puro!

As pequeninas folhas parece que gostaram.

Obrigada por partilhares comigo tanta coisa linda

Boa noite

bjs

elsa

Comentário da minha amiga NENE, no Alentejo!





OLÁ AMIGA


SUA ESCRITA ESTÁ MUITO BEM CONSTRUIDA.


O CARINHO COM QUE FALA DO JASMIM.


PLANTA QUE EU NÃO CONHEÇO,MAS NO SEU JARDIM DEVE SE SENTIR MUITO FELIZ.



QUANTO À ESCRITA, OS MEUS PARABENS CONTINUE E BOA SORTE


Beijinhos


IRENE

Comentario da Estelinha


Querida


Que lindo texto!

Maravilhoso!


"A sua presença delicada e atraente inunda os meus dias de uma presença quase divina, através do seu perfume quente, rico, floral e exótico."


Pura sensibilidade.


Ah, e adoro chá de jasmim. É delicioso! Gostaria de deixar um comentário em seu blog mas não sei o que acontece.

Já o fiz por várias vezes e você diz que não aparece. Deve haver algum truque que desconheço.

Beijinho

Estela

É difícil resistir a beijos e flores!


Como resistir a beijos e a flores?


Quando as palavras fogem, as flores falam. Bruce W. Currie


Sempre que viajo, a recordação mais cara que posso trazer, além do perfume e da alma do local que me marcaram, é uma flor…

Uma flor para plantar ou uma florinha seca apanhada no chão.


Descobri um processo de “eternizar” as minhas flores: roubo - lhes a alma, fotografando-as!


Visito muitas vezes a sua imagem e isso enche me de alegria.


----------------------------------------------------------------------------

Há muito tempo, fui a Tomar.


Tomar, uma das pontas do triângulo místico que inclui Fátima (um dos locais mais magnéticos e de uma significação profunda, em todo o Planeta ) Coimbra e...Tomar.

Aí, perto da entrada para o grande jardim, numa ruazinha estreita com casas baixinhas pintadas de amarelo e branco, onde as pessoas ainda têm o hábito tão Português de aproveitar o espaço do passeio, à beira da sua casinha pequena de rés do chão, entrelaçava-se uma planta odorosa…

Sentia-se um perfume que me seduziu e me prendeu!


O jasmim de neve oferecia mais flores do que folhas…

Originária esta planta da Ásia, talvez Irão, chegou à Europa no séc. XVl, agora está espalhada por todo o mundo.

Eram umas florinhas brancas de cinco pétalas, miudinhas.

Lembravam-me uma rendinha delicada que fizera quando era miúda. Já não me apetecia sair mais dali.

Fiz uma fotografia e…trouxe uma pontinha pequenina que a dona me deu, dizendo que isso iria morrer.

Guardei – a no fundo da carteira.

Mal cheguei a casa, espetei-a num vaso e nunca mais pensei nisso.


Passados, talvez uns dez anos…, uma flor trepadeira, pendurava-se no alto da sebe à procura de sol.

Não sabia bem o que era, mas quando começou abrir, exalava um perfume penetrante que me inebriava a alma!

O mesmo que sentira noutro lugar…

Fui ver bem o que se passava e…milagre: era a minha florinha que trouxera de Tomar!

Agradeci ao Céu por me oferecer esta alegria.

Flores e animais enchem a minha alma de ternura…

O meu jasmim de flores branquinhas começou a trepar...a trepar... de tal modo que deixei de perceber se era a Primavera que entrava pela minha janela, se era a minha janela que entrava por dentro da Primavera!

Mesmo no piso de cima, a casa estava naturalmente perfumada, misturando se este novo odor, intrigante, complexo e intenso, com o dos narcisos, das glicínias não menos doces e agradáveis...

No calor morno da noite, o perfume era ainda mais intenso.

Hoje, o meu jasmim alastrou por todo um lado do jardim.

A sua presença delicada e atraente inunda os meus dias de uma presença quase divina, através do seu perfume quente, rico, floral e exótico.

Isto para além do chazinho que tomo todos os dias à noite, já que promove o sono tranquilo e repousante.

Aliás as suas propriedades são múltiplas: combate a ansiedade, a fadiga crónica, o stress, instabilidade emocional, insónia, etc.

Utiliza-se ainda na cosmética, tónico para a pele, regenerador e relaxante.

Ao cabelo, revitaliza-o e reconstrói-o.

Sei agora, através de estudos da Universidade de Toho, Japão , que o jasmim estimula as ondas cerebrais e promove a prontidão mental. • Originária esta planta da Ásia, talvez Irão, chegou à Europa no séc. XVl, agora está espalhada por todo o mundo.

O nome Jasmim significa “felicidade celestial” e durante séculos, só os imperadores usufruíam do seu perfume e propriedades.

“O jasmim simboliza o deus do amor "Kama", segundo os rituais hindus. Na China é usado para comemorar o Ano Novo. Usado para purificar ambientes onde existem pessoas doentes, e em locais de discórdia e agressividade. Melhora os negócios, trabalho e contactos. Combate timidez… Excelente para comunhão com Fadas.”


Os químicos não conseguem sintetizar o perfume de jasmim.

Para se conseguir um grama de essência são precisos cinco quilos de pétalas, colhidas na noite.

O Jasmim é conhecido pelo luar da floresta, o senhor da noite, já que o seu perfume se intensifica neste período.

Como todo o perfume, influencia emocionalmente.

Sabe-se que o amor e a compaixão, a auto-estima e a confiança são intensificados pelo aroma de jasmim.

Também se diz que, já que “induz a uma penetrante sensação de optimismo, segurança e euforia, afugentando a apatia, a indiferença e a indolência” . …e muitas mais coisas, mas temos que ficar por aqui… Já lá vão mais de 15 anos, mas a minha florinha de Tomar, enche agora meu ser pequenino, frágil e grato.

Agradeço a Deus e Mãe Natureza. Não sou capaz de arrancar as flores. Aproveito só as que vão caindo…

Elejam a vossa flor e amem-na!

Ela é melhor que os beijos, asseguro-lhes.


linmare@edicomail.net ou lucindaferreira 777@gmail.com http://lucinda-umaponteparaoinfinito.blo