quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

NAMORO


Na minha casa moram quatro gatos, todos castrados,mas o assédio é tanto nas janelas ...que chegam a estar dois machos do lado de fora , dias inteiros à espera que as meninas saiam...mas elas não saem...

É a Lila, a mais velha, a Katita e Katitinha e ainda o Tito muito mais calmo...grande . Grande. ..dorminhoco ,mas que às vezes também corre atrás das meninas, mas só para brincar ou para lhes bater...descarregando seus instintos de macho frustrado...talvez...

Então os diálogos são permanentes..até cheganm a cansar.

Reparo que é sempre o mesmo gatarrão que fica no telhado em frente , à espera de algum descuido da dona das meninas...

Há muita fidelidade entre os animais. Têm verdadeiros rituais de ternura e de encontro , sempre com o mesmo macho e vice versa.

NAMORO

O gato riscado
Enamorado
escondido
Agachado
espreita ...espreita….
a um canto do telhado.
Noite e dia
A gata preta
Azougada
Fugidia
Cá dentro fechada
Protegida
Inquieta
Manhosa
Não pára!
O guiso toca…toca…toca…
Dengosa
Solta trinados
Repenicados
Nunca antes ouvidos
Que gritos
Picos!
Mia…mia..mia…
Sem parar
Uma fresta
E...e lá vai ela
pela janela
Namorar
O gato riscado
fiel
Enamorado
Escondido
A um canto do telhado


Fica consolado.
12.Janeiro 2011