quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

URGÊNCIA

foto da net
Urgência

Como uma aguarela

Roçou seus lábios no meus

De mansinho

Num descuido

Como um menino atrevido

Q faz uma maldade

Foge devagarinho

E  espreita para saber se foi verdade

Ou ilusão.

No caminho

Olha para trás

O rapaz rapazinho

Para ver

Se ela se zangou

Ou aceitou a urgência do coração

8.jan.14
Lucinda ferreira

1 comentário:

  1. Amigos desculpem , pq achei q ficava melhor e por isso escrevi uma nova versao
    Pf leia a ultima versao do mesmo poema.

    ResponderEliminar