sábado, 4 de julho de 2015

Ruas de Coimbra

Ruas de Coimbra


Dormita a árvore …

No interior, a seiva da vida repousa.

Descansa na cidade…

Breve, de noiva florida

Singular beleza.

 Será Primavera.

 Tília cheirosa

 Natureza

Coimbra saudade…

O chão vestido de amarelo. Lilás.

 A desabrochar…

Em seu esplendor, o jacarandá

Exótico odor

Semeia no ar.

Alheia, a rapaziada

Sob copas coloridas

Nas ruas erra animada!

Esvoaçam leves

 Na praça

Pétalas brancas.Azuis. Rosa

Quimera. Amores. Romance…

De mansinho a brisa passa .

 Sorri o luar pleno de canções

Pedras da rua,

Choro.Fado.Riso.

Testemunho,

Mundo rendilhado de ilusões…
*****

Coimbra, 7 de Fevereiro 2014

Lucinda Ferreira

Sem comentários:

Enviar um comentário