sexta-feira, 11 de abril de 2014

Confidências

CONFIDÊNCIAS



Quando a noite é de cera e de jasmim

E se abre com ternura

Falo te de amor

Sabes bem a ânsia que me consome

Desabafo. Emoção

Sem rótulo. Sem nome…

Abro meu Coração

Adormeces do meu lado

Em silêncio.

Amigo

Perfumado

Raio de sol

Ilumina meu dia

Eco repetido

Entrando pela janela

Voz, doce melodia

Diário querido

Tudo o que em segredo te digo.

Me devolves

És o meu melhor amigo!


Coimbra, 2014-04-11…Lucinda Ferreira






5 comentários:

  1. Muito bonito!
    Desejo-lhe um bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. Dalila da conceiçao gonçalves andrade Andrade daligonzae@hotmail.com
    13/04 (há 3 dias)

    para mim Muito bonito.

    Acho que a senhora devia editar um livro com suas poesias.

    Boa Páscoa para si e toda a família.

    Madeira

    Muito bonito.

    Acho que a senhora devia editar um livro com suas poesias.

    Boa Páscoa para si e toda a família.

    Madeira

    ResponderEliminar

  3. cristina barreiros crisbarreiros13@hotmail.com
    13/04 (há 3 dias)

    para mim
    É sempre um prazer ler e deixar que as suas palavras nos "toquem" de mansinho.
    Obrigada por partilhar.
    Bjits

    ResponderEliminar
  4. José Firmino Morais Soares gosta disto.

    José Firmino Morais Soares Só agora vi os seus m aravilhosos poemas porque estive vários meses a compor o meu Concêrto nº 2 para Clarinete e Orquestra. Muito obriigado obrigado uma vez mais pela sua gentileza. Um abraço do sempre amigo José Jose Firmino
    14/4 às 18:59 · Gosto

    ResponderEliminar
  5. Linda poesia, querida! Mostra toda a emoção que lhe vai na alma.
    Muitas saudades!!!!!!!!!!
    Beijos
    Estela

    ResponderEliminar