terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Abraço, vem meu amor!

  • Abraço
 
Vem!
Não sei quem és
 Mas espero.
Espero
Que venhas um dia !
Vem!
A chuva
O frio
O vento
A tempestade
Tornam mais intensa
Tanta monotonia…
O teu lugar está aquecido
Vazio e doce
No meu Coração
Vem senão…Não vou resistir
Estende a tua mão
A minha está estendida
Para Ti
Para a vida!
Não demores.
Vem, meu amor!
Está preparada a ceia
Podes vir sujo e cansado
Sem uma flor…
No meu Coração, está tudo preparado.
Quero-te sem palavras
Fazes parte de mim
As flores murcharam no jardim
Os pássaros emudeceram… O sol escondeu -se
Vem!
Espero que venhas um dia
Reconstruir a alegria
Dos nossos segredos
Sem medos …
Já ouço a melodia dos teus passos
O silêncio.
A chegada selada.
De mansinho
Devagarinho…
Num eterno e profundo abraço.
31.12.13


Lucinda Ferreira
foto da net

Sem comentários:

Enviar um comentário