segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Saia uma Rapidinha...Culpa. Dependência.


Saia uma Rapidinha…Culpa. Dependência. 

i
 imgs net



Antidepressivos tratam a dor depressão, mas não curam o sentimento de culpa e nem tratam a angústia da solidão.Augusto Cury
A raiva é um sentimento muito poderoso, mas é a culpa que nos destrói. Stefan Salvatore





·        A culpa é EGO.
 A pessoa que sente culpa, sente-se indispensável em tudo!

·        A Culpa “é a tentativa inconsciente do ser para se tornar poderoso e imprescindível”.

E quando é que existe a culpa?

·      A culpa surge quando fazemos uma coisa e pensamos que devíamos estar a fazer outra, dai o conflito permanente. O culpado sofre, mas… culpa os outros também.

·      Normalmente pensa:
se  eu sou obrigado a fazer. A cuidar do que não gosto, o outro também tem que ser responsabilizado...

·      A pessoa culpa-se pelo que devia ter feito. Pelo que fez. Por tudo que os outros precisam.
Já dizia Confúcio que o homem superior atribui a culpa a si próprio; o homem comum, aos outros…
( Enquanto Luigi Pirandello afirma “É próprio da natureza humana, lamentavelmente, sentir necessidade de culpar os outros dos nossos desastres e das nossas desventuras”).

·       Quem se sente culpado, dificilmente relaxa, nem deixa os outros relaxar. A culpa não deixa a pessoa viver. Respirar.

A culpa não deixa EVOLUIR!

O que fazer para se livrar da culpa?

·      Deixar de ser tão exigente consigo próprio.
·      Deixar de ser tão exigente com os outros.
·      Perceber que fazer tudo pelo outro, o impede de experimentar. Lutar, para solucionar os seus problemas. Levar a ajuda ao extremo, acaba por prejudicar o outro!
·      Perceber a perda de energia, quando se passa a vida a auto - culpabilizar-se, em vez de trabalhar o seu crescimento interior.

·      Conectar-se com o seu interior.
 Reflectir. 
Silenciar esta problemática, vai libertá-lo de um grande peso.

·      Vai passar a sentir a vida mais leve.
·      Escute mais o seu coração.

·      De qualquer modo, essa atitude de se sentir culpado, é uma forma de dependência cruel. Uma autêntica prisão.

·      A culpa é pesada. Feia. Faz as pessoas infelizes. Sofridas. Tensas. É para mandar embora bem depressa.

Escolhe viver no cárcere quem e culpa!

Fiquemos com esta dica importante:  “A culpa não está no sentimento, mas no consentimento”.São Bernardo

!6.Janeiro 17 Lucinda Ferreira

 

Sem comentários:

Enviar um comentário