terça-feira, 15 de março de 2016

Ansiedade? - Não, obrigada!

  ANSIEDADE?
-Não, obrigada!
   Duas fotos da minha autoria 




Ansiedade? - Não, obrigada!



Ansiedade é a diferença entre o tempo do querer de Deus e o tempo do nosso próprio querer. Berg Brand






·       A ansiedade é um comportamento auto-destrutivo e de quem está perto de nós!
·       O ansioso está sempre stressado. Sempre acelerado. Sofre por antecipação e preocupa-se excessivamente com o futuro. (Nada é tão lamentável e nocivo como antecipar desgraças. Sêneca)


  • ·       Os seus efeitos  levam o indivíduo a roer as unhas. Sofrer do estômago (inicialmente surge a gastrite. Depois úlcera gástrica e pode evoluir para cancro). Apresentar ainda episódios de taquicardia para além de outros sintomas não menos desagradáveis.
E por que razão surge a ansiedade?
·       Basicamente por o ser humano saudável estar programado para viver em sincronicidade com ao ritmo da Natureza.
 Sai do trilho. Não respeita os ciclos da Natureza . Foge do ritmo conveniente para a sua saúde física. Emocional. Mental. Espiritual...Fica ansioso.
·       A manipulação genética. Os trangénicos denotam um profundo desrespeito pela Natureza. 


  • As consequências no seu expoente máximo, podem levar à destruição total do Homem!
  •  Esquece-se que tudo tem um tempo para acontecer. A semente precisa de tempo para germinar. Um tempo para a árvore crescer. Um tempo para florir. Um tempo para dar frutos. Assim também na nossa vida. 

O Povo antigamente nas aldeias, dizia:” As cadelas apressadas, parem cães tortos”. Isto era um aviso sério para que se cultivasse sempre a calma.
O respeito pelo tempo certo no desenvolvimento da vida.

Quer dominar a sua ansiedade?
·       Primeiro tem que saber que é um trabalho progressivo. Vai aos poucos. Senão fica ansioso por causa da ansiedade…
·       Depois tem que prestar atenção ao seu comportamento!

1.     O ansioso é controlador.
Mas quem consegue controlar tudo e todos sempre? – Ninguém!
·       Então há que ser inteligente e deixar fluir. As coisas ocorrem naturalmente.
·       Permitir aos outros terem as suas próprias escolhas, Quantas vezes há que errar e até sofrer, para aprender a lição e crescer?
·       Se controlarmos as nossas emoções faz-se um excelente trabalho. Auto aperfeiçoamento é a nossa missão. Alguém que se eleva, eleva o mundo.
·       Por outro lado, sabe-se que ninguém muda ninguém, senão o próprio a si mesmo. E não é nada fácil… É necessário não se sentir responsável pelos outros (não falo dos filhos, crianças, naturalmente). Também ninguém é responsável por si, salvo se estiver diminuído...
Então comece a levar a sua vida com leveza. Verá como isso o alivia na sua ansiedade.

2.    O ansioso é alguém que está sempre na defesa. Desconfiado. Reactivo/ Defensivo.
Quando passa a ter consciência desta sua atitude, talvez queira mudar.
·       Não se preocupe em ter resposta para tudo.
·       Não deseje ter a última palavra, tendo sempre razão. Normalmente nem ouve o outro, porque já está armadilhado para a resposta? Não faça isso.
·       Quem poderia ter réplicas para tudo e todos sempre?

Seria bem melhor respirar. Pensar antes de fazer as coisas. Experimentar a maravilha da tranquilidade. Relaxar…~

3.    O ansioso fixa-se apenas no exterior. Está sempre vigilante do comportamento dos outros. Crítico. Só reage a estímulos exteriores.

Remédio?
·       Aprender a olhar para dentro de si mesmo. (Vê o cisco no olho do outro e não vê a trave nos seu olho).
·       Silenciar.
·       Meditar.
·       Ficar quieto. Organizar os seus pensamentos.

Como atingir estas metas?

Há diferentes caminhos, todos fáceis e bem agradáveis. É só querer e começar.

  • ·       Pex o ioga é uma paragem que oferece calma. Ponderação. Ajuda a respeitar o ritmo das coisas.
  • ·       A meditação diária, nem que sejam apenas cinco minutos num determinado momento do dia e local (sempre os mesmos) em que silenciando, não pensando em nada, se conecta com a Fonte da Energia que a revitalizará.
  • Com esta simplicidade activa campos de energia aos diferentes níveis do seu ser, em todos os campos. Isso também conecta com a Fonte Superior de Energia ajudando a respeitar o tal ritmo da Natureza, perdido no ansioso.

4.    O ansioso precisa entrar em estado contemplativo par limpar esse desequilíbrio pernicioso para si e para quem o rodeia.

Este será o recurso mais simples que produzirá milagres na sua vida.

  • ·       Contemplar uma planta. Uma árvore. Observar um pássaro. Uma borboleta multicolor. Um jardim repleto de lindas flores.
·       Tudo isto energiza a pessoa que compreende o alcance deste gesto simples.
·       Se não pode ir ao jardim, nada está perdido. Senta-se no seu canto preferido (o mesmo onde decide meditar) e contempla uma representação de Jesus ou de Maria, sua Mãe, ou algo que tenha a ver com a sua fé ou até uma flor numa jarra.


  • O importante é o estado de concentração organizador dos pensamentos. Vigiar e organizar o fluxo de pensamentos que resvalam para a negatividade, por sugestões adversas de um noticiário na TV. Um telefonema ou tantas outros estímulos perniciosos…


  • Tente instalar um “aplicativo” na sua mente, algo que acenda a luz vermelha no seu espírito. Aí, aquando do assalto do pensamento desfavorável, mude de imediato. Substitua por outro que lhe recorde algo interessante que tenha vivido.
E pronto. Havemos de voltar a este assunto...

Desejo boa sorte para a mudança, caso tenha sentido alguma ansiedade já que …Somos uma sociedade de pessoas com notória infelicidade: solidão, ansiedade, depressão, destruição, dependência; pessoas que ficam felizes quando matam o tempo que foi tão difícil conquistar. Erich Fromm

Lucinda Ferreira…15 de Março de 2016

 

  Flores do meu jardim

Sem comentários:

Enviar um comentário