quinta-feira, 19 de junho de 2014

COERÊNCIA

COERÊNCIA

imgs da net


A vida material é exactamente como o dinheiro, seu símbolo, que apenas é bom enquanto serve para que se não pense nele." As Aproximações - Silva , Agostinho

"Muitos não têm o coração dentro em si, senão fora de si e muito longe. Fora de si, porque não cuidam em si e muito longe de si, porque todos os seus cuidados andam só atentos e aplica­dos às coisas temporais e mundanas que amam." Sermões Vieira , António





Subi várias vezes, até à Europa Norte. Tanto pináculo de Catedrais erguidas para o Céu!
Muitas delas estavam vazias de marcas de culto a Deus Pai Criador de todas as coisas, embora a intençao inicial da sua construçao não tivesse sido esta situaçao actual…!
Outras estavam transformadas em centros culturais e artÍsticos.
Assiti a uma exposção de Pintura e vendas diversas  no  interior  da Catedral de Antuérpia totalmente descaracterizada. Ao jeito dos vendilhões do Templo…
Noutra oportunidade, escutei lá também , um lindo Concerto dado pela voz angélica e cristalina de crianças, mas Deus estava ausente…
Em Den Haag pex ,  assistia regularmente  a actos de culto católico. A assistência era apenas constituida por idosos e deficientes em cadeiras de rodas.
E á medida que subimos na Europa para Norte, vai ficando cada vez mais árida a situação de expressão espiritual de culto a Deus, nas antigas catedrais.

Ora quando nascemos não trazemos memória de que somos eternos. Que vimos fazer uma jornada de crescimento. Trabalhando com prazer para construção de um mundo melhor , usufruindo abundância , como quem ocupa o tempo na  sua melhor brincadeiar de criança , como diz Deepack Chopra.
Da fruição das maravilhas da vida, traduzidas na beleza do Sol. Das estrelas. Da alegria de ser bom e ser solidário.Do facto de sermos como marca do Criador, seres abundantes repletos de tudo que precisamos para ser felizes. Seres espirituaia a fazer uma experiência na matéria.

Começamos a crescer. A sociedade apressa-se pelo exemplo e pela palavra e atitudes, a dizer que não há mais nada para além desta vida.
Obriga e lança os mais novos em um comportamento desafiante, pela competitividade feroz , longe da colaboração aberta.Honesta.
É fácil acreditar nestas concepções.

A imposição da sociedade ao retirar a noção de eternidade da alma e consciência humanas, é gravíssimo!
Como consequência o humano centra apenas a sua atenção  e luta, nesta vida e só nesta  vida.

Não sabe sequer que TUDO o que pensa. Diz. Faz tem consequências té ao infinito e para sempre!
 Que cosntrói a sua própria ruina. A sua dor. Derrotas pessoais e do mundo em que vive.
Para ganhar e passar à frente do outro, não compete consigo mesmo.Antes, “mata e esfola” seja quem for.
O que interessa é o seu lucro.Sucesso.
A meta é a presunção do ego, nem que tenha que cilindrar  tudo e todos. Mentir. Difamar. Roubar sorreitareiamente para não dar muito nas vistas… Fugir aos impostos e acusar o Estado,ex. Arranjar encrencas e traições para ficar com o lugar do outro etc…etc…

O humano centra a sua atençao só nesta vida. Então vale tudo até “tirar olhos”…
È neste registo que o ego engendra um rol de maldades insondáveis. 
Requintadas para tornar o seu mundo mais fácil.
Aqui por vezes, entram as religiões com as suas normas. 
Dizem que quem não fizer isto ao aquilo-  explicitam uma lita de pecados a não cometer-. As proibiçoes. Quem cumprir, alcançará a salvação.Santa hipocrisia tantas vezes…

Algumas pessoas , perguntam-se:
- Para alcançar a salvaçao devo entao evitar isto?
E o resto posso?
Esquecem. Não sabem, que no fundo da consciência, por mais leve que seja o que se pensa.Diz.Faz...Isso traz sempre uma consequência para si e para os outros, nesta e noutra vida.
Dizem-lhe que não pode matar, mas pode torturar. Humilhar.Espezinhar o outro. Difamar. Atraiçoar... E fica liberto na consciência, porque cumpriu o preceito.
 Não pode comer muito, pois é gula, mas pode modificar o ADN dos alimentos, os trangénicos. Pode tomar aditivos e conservantes…

Ora será que para além das listas (…) nos devemos perguntar todos, com verdade e corência, se o que podemos e devemos praticar, assenta ou não no âmago mais profundo do nosso ser?
Única e exclusivamente antes de tudo, na nossa consciência que Deus conhece desde toda a eternidade e cada um de nós sabe das suas melhores ou piores intenções…

E aí as catedrais do mundo inteiro se encherão de fiéis reunidos para comungarem e bendizerem o Criador com alegria e gratidão, pelo encontro na Casa de Deus.
Entre irmãos comungarem. Celebrarem de novo, a festa da vida com amor verdadeiro entre todos  - “Vede como eles se amam”… - coerentemente de alma lavada , com hinos e louvor em Sua honra – Deus Pai Criador!

“Toda palavra dita se torna mentira sem uma atitude coerente. A verdade está na coerência, na transparência e nas atitudes.” Anónimo

Nota: este artigo não pretende criticar religiões.
Põe a tónica na corência e consciência de cada um de nós, onde Deus habita.
C.ª. 18 junho de 2014
Lucinda FERREIRA

Sem comentários:

Enviar um comentário