quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

VAIDADE DAS VAIDADES TUDO É VAIDADE

“Vaidade das vaidades, tudo é vaidade.”Livro do Eclesiastes

foto net

"O segredo da sabedoria, do poder e do conhecimento é a humildade."Autor - Hemingway , Ernest

"O orgulho divide os homens, a humildade une-os."Autor - Lacordaire , Henri


"Quanto maiores somos em humildade, tanto mais próximos estamos da grandeza."Autor - Tagore , Rabindranath





No mundo em que vivemos, apenas uma parcela mínima pratica a humildade com natural simplicidade, apercebendo se da autenticidade contida nesta e na fraqueza oculta que o orgulho revela.
Nos terráqueos primam  a avidez e o controlo. A superioridade e a ganância. Euforia e orgulho de ser mais do que o outro.
È comum ouvir-se :
 “ A mim ninguém me põe o pé em cima. Era o que faltava. Há de vir o primeiro.”
“Eu não me comparo com…Quem é que você pensa que eu sou?”
Está declarada  a guerra.”.

Ou então aquele nariz levantado por se sentir a/o dono do mundo..(…)

 O orgulho está ligado a um baixo nível de inteligência. Pode até haver gente muito graduada e não ser nada inteligente.
 Então inteligência emocional , “nem cheirá-la”- como diz o Povo.…

Uma coisa é saber. Saberes. Outra é sabedoria. Uma memória privilegiada adquire muita informação e pode estar a léguas do  Conhecimento .

O orgulho passeia se de braço dado com o preconceito. A escuridão. Com a imaturidade intelectual e emocional.

A  incapacidade de retomar o diálogo a qualquer momento com quer que seja, é comum e corrente quando o orgulho comanda a vida.
Por que razão? Por que não se pratica o perdão. O orgulho é tal que…”quem mas fizer, tem que mas pagar”- dizem.
E se aparentemente o contacto se reata, é apenas por interesse. Conveniência. Hipocrisia. Não vem do Coração essa atitude. É apenas aparência. Aquela coisa jamais se esquece.

O teste é fácil: numa discussão, aquele que necessita de ter  a última palavra. 
Ter sempre razão.
Ser o ofendido. 
A vítima.
O centro do mundo, esse ainda está a léguas do auto conhecimento.
Da humildade. Pede sinceridade, mas não aguenta a verdade.

Há ainda quem acrescente: “ Eu perdoo , mas não esqueço”

Crê-se um deus perfeito? O maior?

Essa atitude demonstra um ego doentio. Megalomania é tratável quando sobrevém um grande sofrimento.
…………………………………………………………………………………………

Quando despidos das vestes mundanas, todos somos iguais.

Quando há humildade, não há separação.

A inevitabilidade de ser humilde resulta do facto de todos nascermos nus e morrermos despidos de tudo!
De todos irmos a caminho de uma perfeição inatingível…

Orgulho para quê? Por quê , afinal?

Se somos mais dotados, se temos mais mordomias, é  para agradecer. Partilhar.
De repente, surge uma doença. Um acidente. Uma catástrofe e lá se vai tudo. Para que serviu tanta arrogância?

O caminho da humildade é para todos. A todos os níveis . Não apenas para os mais destacados. 
Há gente destituída de tudo com uma postura de raiva. Revolta que raia a arrogância do grande senhor que  dá esmola por vaidade, mas é incapaz sequer de ombrear ou apertar a mão a alguém que crê inferior.

Lembrar todos os dias a nossa pequenez. O nosso limite, é algo de suma importância . Não para castrar a alegria da criatividade ou do progresso. Do maior sucesso até , mas para não ter a ilusão que somos mais de que os outros . Que somos perfeitos.
Até se ouve , por  vezes: ”Tem o rei na barriga”…

A dignidade não está no cargo, mas no modo como ele é desempenhado.
Não está no poder ,mas no modo como este se exerce, servindo.

A humildade impede-nos de julgar.
A pessoa não se compara com os outros. As suas próprias metas são o único termo de comparação. Sabe que todos somos importantes e únicos.
 Esta atitude dá  uma serenidade e uma paz indescritíveis.

Quem não tiver culpa. Defeitos. Que atire a primeira pedra.

 A humildade é despretensiosa e simultaneamente grande na sua verdade.
A Humildade percebe que somos o que somos. Nem mais nem menos. Respeita o limite dos outros e não obriga ninguém a aceitar os seus conceitos.

A humildade é grata à vida. Ao criador!
Somos menos que um grão de areia no infinito do Universo.
Se temos este ou aquele dom é para o partilhar.

Julgar, muito menos. Na medida em que julgamos, seremos julgados.

 Não se trata de beatice, aspirar a ser mais exacto e perfeito para consigo mesmo. Para com os outros e para com Deus, seja qual for a ideia que d’ Ele se tiver . É o desafio que estar vivo, nos impõe a todos.

Refrear as tolices e presunção do ego que se crê muito lesado. Muito superior. Nem percebe quando ofende os outros, porque só ele é o centro... É urgente ser humilde para ser grande!

Não nos tornemos ridículos numa atitude de  prepotência orgulhosa  ! A  natureza profunda é igualzinha em todos.
A  aparência petulante pode esconder uma miséria íntima profunda , que nos envergonharíamos de contemplar se fôssemos um pouco lúcidos.

Revestir-se de autenticidade é a garantia da natural  humildade.

Abre-se então um caminho de alegre serenidade satisfeita trilhando um caminho de respeito e atenta reverência uns para com ou outros. Faz se ao outro, o que gostamos que nos façam.

Sabendo que quem se humilha será exaltado. Quem se exalta será humilhado.

Ser humilhado dói … Espezinhar os outros é um indício de grande pobreza. E ainda é mais triste. Fraqueza ao nível mais oculto e fundo.
Se hoje está na mó de cima, um dia pode tudo virar e ninguém está livre de vir a sentir-se o maior desgraçado.

Cuidado com o orgulho! È uma cilada que pode sair muito cara!
foto da net



1 comentário: