quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Pianíssimo

Pianíssimo

foto net

Eis que vem chegando a linda princesa

Dançando em pontas

Ágil bailarina

Levada pelo vento

 Lentamente…

Encanto. Delicadeza

 Requebro. Folha em movimento

Corpo de menina

Quase adolescente…

Chove música do céu

Chilreio de andorinha

Em segredo, um pouco a medo

Envolta em fino véu

Leve. Sensual

Flores nos cabelos

Etérea. Subtil. Natural

Eis que vem chegando a linda princesa

Abrigada no jardim veste-se de magnólia

Flores simples de pessegueiro

Discretas

Furam desalinhado silveiro

Namora o besouro zumbindo

Ouro puro das giestas

A camélia abrindo

Mais à frente, selvagem

Da silva agreste, amora vermelha

Amadurece

Raio de sol espreita

Recriada ilusão

 Inventada miragem

Nesga tortuosa da rua estreita

Tempo quente. Cor em profusão

Cheio de promessas radiosas

Frutos de Verão

O jacarandá, as violetas, o alecrim…

É assim a minha terra semeada de rosas

Rio correndo misterioso

Mágico. Sagrado. Escondido dentro de mim…






Coimbra, 26.2.14…….Lucinda Ferreira

2 comentários:

  1. Faz bem este regressar ao esplendor simples e genuíno da beleza que nos rodeia e deixar-nos envolver por ela. Para ganhar forças maiores perante um quotidiano sombrio e apressado. Enlevo, ternura, serenidade!
    Beijinho de parabéns!

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito tanto do poema como das fotografias que escolheu.
    Beijinhos

    ResponderEliminar