sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Aguarela

 Aguarela
foto net
 Ainda que os teus passos pareçam inúteis, vai abrindo caminhos, como a água que desce cantando da montanha. Outros te seguirão...
(Saint-Exupéry)
Asas de pluma…Voo sobre o mar

Obscena transmigração do ser

O por do sol é um braseiro

O olhar perdido

Marinheiro

Vivo em qualquer lugar

Ubiquidade

Ser de luz erguido entre as giestas em flor

Gotas finas. Orvalhada

Raios de luz. Aguarela

Tingem a Saudade e o Amor

Beijos que não dei

A razão? Não sei.

Talvez...Tudo ou nada.

 Desencontrado…

Destino ou fado de quem se perdeu

 Passado.

 Foi embora.

Esperança ainda…

O presente é agora

Dilui-se apenas

Se…a vida finda! 

Coimbra, 28.Fev.2014
Lucinda Ferreira




2 comentários:

  1. Felicito-a por mais uns lindos versos.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Estela Barbosa Linda aquarela e poesia!
    18 min · Gosto

    ResponderEliminar