sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

A Estrelinha do João, meu Poema de 1992

foto net
A ESTRELINHA DO JOÃO







Mamã, conta aquela história
Do marinheiro triste que perdeu o Sol…

- Dorme, meu Filho.
A lamparina está quase apagada…

- Conta, Mamã. Conta mais.
Tenho medo do escuro.
Vem tão longe a madrugada…

- Amor, acabou-se o azeite.
Dorme, meu Anjo.
Fecha os olhinhos.
Já espreita a boa Fada.

-Mamã, o escuro é mau. Feio. Negro…
Faz-me tanto medo!

-Não chores, querido, senão choro também.

…E a noite …Sombria.Crescia…
Dentro do coração triste, daquela doce mãe.

…De repente, o menino olha o telhado!

...Pelo teto velho...Carcomido. Derreado… .
…Espreitam luzinhas brincando sobre o rosto iluminado.

João sonha com o Céu. 
Passeia no espaço amplo. Alargado…
foto net

-Mamã, tira uma estrela
E acende a lamparina. Para ficar mais quentinho
Põe bem perto de mim.
Aqui mesmo do meu lado…
Tira, Mamã. Tira…


Coimbra, 22 de junho de 1992

Lucinda Ferreira

2 comentários:

  1. Obrigada Lucinda! já não me lembrava bem do enredo, mas da estrelinha salvadora sim! Beijinhos estrelados de luz, Susana***

    ResponderEliminar