domingo, 13 de outubro de 2013

Poder, para que te quero?



PODER, para que te quero?






"Os detentores do poder ficam tão ansiosos por estabelecer o mito da sua infalibilidade que se esforçam ao máximo para ignorar a verdade."- Pasternak , Boris
O poder não satisfaz, ou melhor, é como a droga e exige sempre doses maiores." Crescenzo , L.
O poder endurece os maus e justifica os bons"
"O poder sem moral, converte-se em tirania"



Quando começo a escrever um artigo, peço sempre a Deus que me conduza.
Que eu possa escrever algo que vá ser importante para ajudar alguém.
Se for só para uma pessoa, já foi bom .
Se forem mais, melhor. Peço a Deus que me use…
Hoje, o PODER saltou à minha frente.

Não é para criticar ninguém. Falar dos outros, por vezes parece um vício.
Vamos reflectir sobre o modo como exercemos o poder que nos é dado.
Como mãe ou como pai, no trabalho como responsável, no exercício do poder público, até no poder que temos sobre seres mais fracos (…) como os Animais e  a Natureza em geral.

Não é o que dizemos sobre o poder, é o modo como o exercemos, que vai servir de referência para quem observa.
Os que estão à nossa volta olham para o que fazemos. Não para o que apregoamos.

Então se formos compassivos. Bondoso no contacto com o semelhante, isso contagia o outro.
O poder na mão de um déspota ou de alguém sem valores, é a coisa mais terrível para ele próprio (…) e para quem está à sua volta.

Alejandro Bullón diz sobre o poder:
O poder, como a energia eléctrica, serve para o bem ou para o mal. Sabiamente orientada, a energia eléctrica pode salvar vidas. Mal usada, já matou muitas pessoas. O poder nas mãos de uma pessoa dependente de Deus pode fazer as pessoas mais felizes. Nas mãos de um insensato, pode ser instrumento de tirania e destruição.

Vê-se isso nas guerras que abundam por esse mundo fora.
Os mais pobres e indefesos – Velhos. Crianças. Mulheres… Desempregados, sofrem como todos sabemos. Sentimos!

Às vezes a condição social do mais rico, orgulhoso, descrimina e despreza o mais infeliz, mas tudo fica registado no livro da vida.
Cuidado como cada um exerce o poder, seja ele muito evidente ou mais discreto.
Ter poder é um momento especial para se exercitar. Crescer. Ser mais feliz e fazer os outros venturosos.
Afinal tudo, inclusive o poder, nos foi emprestado. Somos apenas administradores.
Repare, quando o nosso espírito nos abandonar, onde está o poder?

Há quem confunda poder com riqueza e o paradoxo da realidade, é que o coração e o que fica espiritualmente, enriquece apenas por aquilo que deu!

Não nos esqueçamos do poder do amor.
O poder bem exercido faz os santos.
Alguns são bens conhecidos…
Veja pex o alcance do poder de Isabel de Aragão e de Teresa de Calcutá…

linmare7@gmail.com










1 comentário:

  1. Querida

    Há um ditado que diz: "Quer conhecer bem uma pessoa, então dê-lhe o poder".
    E, para nossa tristeza, muitos nos decepcionam nessa hora. Muito triste essa constatação. O poder é passageiro.E a pessoa humilde e de boa índole nunca irá se aproveitar de estar, momentaneamente, numa situação superior. Muito pelo contrário, procurará ajudar os mais necessitados. Esse sim mostrará um bom caráter.Beijinhos
    Estelinha

    ResponderEliminar