quarta-feira, 8 de maio de 2013



Coleção: Textos e pretextos

TAC..TAC..TAC…Quem é?- SOU A ARTE…




Primeiro foram pancadas fortes. Certeiras. Violentas quase, diria.
Dias e dias, foi o mesmo ritmo.
 A minha alma acompanha aquelas pancadas persistentes. Imagino como já se vislumbra a beleza final.
Passado algum tempo, as pancadas abradam.
 Elas persistem, mas agora são mais suaves. Mais lentas, talvez.
 A minha curiosidade vai crescendo. Mal me levanto já ouço o bater daquele martelo amigo na pedra firme. Rija . Informe.
Há dias um pedregulho tao grande chegara. Fora preciso alguns braços e força humana para levar o pedregulho para o local do segredo. Pra o local dos milagres …

 Recordo Padre Antonio Vieira quando em criança me senti impressionada, ao ler o seu  texto: O Estatuário…
“Arranca o estatuário uma pedra dessas montanhas, tosca. Bruta, informe…depois que desbravou o mais grosso, toma o maço e o cinzel na mão e começa a formar um homem….e no final conclui:”… e fica um homem perfeito, e talvez um santo que se pode pôr no altar.”

E continuo a escutar...:
Tic…Tic…Tic…Tic.. e depois ….Tac..tac…tac…tac …
Não resisto a fixar aqui estas linhas em homenagem ao homem que dedicado ao seu trabalho , à sua Família , desde manha à noite bate com seu martelo , pensando quem sabe na sua Família que vê crescer e avançar . Ou quem sabe na Mãe que o fez nascer e q deixou longe para vir aqui trabalhar.

Chama-se HAMILTON LIMA. Veio da Amazónia – Brasil – há dez anos que chegou atraído pelo câmbio, a moeda forte que era o euro. Isso poderia ajudá-lo a gerir melhor a sua vida de família.

Acabaram por se enamorar do País por se sentirem bem acolhidos.
Quase todas as freguesias beneficiam hoje do trabalho perfeito e belo deste Artista, que em madeira talhou com precisão os brasões das freguesias.
Algumas optaram por retratar o seu orago, também talhado em madeira. Foi o caso de Santo António dos Olivais, Santa Clara e S. Bartolomeu.

Hamilton Lima tem vindo a ser convidado para participar em exposições conjuntas.
Os seus trabalhos são de tal modo perfeitos e belos, que me senti emocionada e um dia lhe perguntei onde tinha estudado, ao que me respondeu que era autodidata!
“ O vento sopra. Ouve-se a sua voz… Não se sabe de onde vem, nem para onde vai. Assim aqueles que são nascidos do Espírito”...Bíblia Sagrada.

Diz-me ainda : ”embora não sejamos perfeitos e fazendo muitas vezes o que não queremos em vez daquilo que queremos, sentimos que cada dia é uma nova oportunidade para corrigir aquilo em que falhamos e por isso temos que agradecer!”
Ao recordar o nosso inesquecível Monsenhor Nunes Pereira, o Artista diz que esta obra o encantou.
Percebeu que embora não fossem conhecidos, estão no entanto muito próximos no gosto pela talha em madeira.
De momento aceitou o desafio e pela primeira vez, está esculpindo em pedra, um busto em homenagem dos Combatentes de Guerra, encomendado pela freguesia do Botão.
Tem ainda magníficos trabalhos em medalhística e peças de resina em poliéster.

Alguém que ame a Arte e opte por  presentear outrem com algo irrepetível, talvez possa consegui-lo pelo email limahamilton777@gmail.com.
E assim da minha janela sobre o seu atelier, vou continuar a sonhar com novas figuras e formas que hão de surgir de suas mãos, levadas pelo ESPIRITO que o levará tão longe, que o Artista confessa nem saber bem até onde o vento vai soprar...
È assim quando o Homem se entrega confiante e grato.
 Deus dá os seus dons generosamente ampliados !

Obrigada a
Hamilton Lima que deixa um rasto de beleza no nosso Portugal.

Nota:
Único quadro disponível 60x60, em tola talhada.



Sem comentários:

Enviar um comentário