quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

MARIA



Maria


Avé MARIA, cheia de graça, bendito é o fruto do teu ventre…

O nome MARIA significa a bem amada.
Há dias, veio me parar à mão, algo referente a um documento que existe na Biblioteca do Vaticano e que fala da figura histórica de Jesus e de sua Mãe!
Jesus que pela sua conduta irrepreensível. Coerência de vida. Autoridade moral. Serenidade, se tornou incómodo para os que não estavam bem com sua consciência.
De tal maneira incomodou os poderosos com uma coragem infinita e uma força tal, fazendo-os confrontar-se consigo mesmos, que estes não aguentaram.
Julgando que dando Lhe a morte, o espinho das suas consciências desapareceria, tudo fizeram para se livrar d’Ele.
Foram tão longe que o condenaram, embora inocente, dando Lhe a morte mais ignominiosa. A morte numa cruz, entre ladrões, a escumalha da sociedade.
A opção de Jesus de ir até ao fim, anunciando a mensagem do Céu, de Seu Pai, com uma entrega total sem limite e por amor, com uma coerência indescritível, levou -O a morrer em nome dos princípios anunciados. Praticados. Vividos, durante 33 anos.
Se fosse hoje, talvez se repetisse a mesma situação. Os incomodados e ainda são muuitos (…), mando-Lo-iam matar do mesmo modo. Talvez com maiores requintes de crueldade.
Recebi um email, em que se viam três jovens regados com gasolina. Depois, lançavam-lhes fogo…Fazer isto a irmãos, é duro de ver.
Jesus tinha uma missão. Sabia bem ao que vinha. Por que vinha. Por amor, foi até ao fim.
No final, a Sua ressurreição foi a condenação eterna, o castigo, a pena mais dura , a perdição final dos seus algozes.
Propus me falar de Maria, Sua Mãe . Perdi me pelo caminho, tanto há a dizer!
O tal documento que pode ser consultado, fala também em MARIA, mãe de Jesus.
Refere MARIA de uma beleza resplandecente. Distinguida de tal modo pela sua beleza, que o esta particularidade é posta em evidência. Quando Ela passava na cidade, sobressaia a sua formosura. A sua postura discreta.
Penso muitas vezes em Maria…
Uma jovem pura, de famílias que seguiam à risca os preceitos do Senhor. Uma menina prometida a José, um varão, da Casa de David. Um homem honrado. Distinto.
Ora justamente, esta jovenzinha ouve uma voz que lhe anuncia que vai ser a Mãe do Salvador. Do Messias.
De inicio, assusta-se. Não percebe. Chega mesmo a dizer:
-Como pode isso ser possível, sem não “conheço” varão?!
Ao que o Anjo responde:
-Não te preocupes. Conceberás e darás à luz, um filho. A Força do Altíssimo está contigo. O Espírito Santo descerá sobre ti. Achaste graça perante o Senhor.
Serena. Confiante. Generosa, MARIA responde sem hesitação:
-Faça-se em mim, segundo a vossa palavra.
Este sim pronto de MARIA. Entrega. Fé. Esta missão grandiosa de mãe do Salvador, a escolhida, fez dela a nossa amiga mais querida.
Portugal tem um lugar particular no seu coração de mãe da Humanidade.
MARIA! Mentalizo a sua prudência. Discernimento. Simplicidade. Grandeza .A sua confiança em Deus…
Quem recebera a mensagem do Anjo fora ela…Imagina-se com terá sido reputada. Como terá sofrido, ao ficar grávida. Terá sido muito mal julgada.
Em primeiro lugar, pelo seu noivo, José. Seus parentes mais próximos. Seus vizinhos. Todas que a conheciam. Desconfiança. Murmurações de uma sociedade tão rígida .Fechada. Como poderia ela, mulher, defender-se?
MARIA do silêncio. Da aceitação serena. Da entrega à vontade suprema da Criador. Confiante.
Que grande exemplo e testemunho a imitar…
Vencida esta etapa, com a intervenção divina, dando um sonho a José , em que lhe fora explicado:
- José, não abandones MARIA. O que nela foi gerado é obra do Altíssimo.
A mesma grandeza do homem que assim se torna o guardião do Menino, do Filho de Deus encarnado. Aceita .CRÊ.
Agora imagino como foi que MARIA foi mãe em circunstâncias tão duras – eu que fui mãe duas vezes…e todas as mães podem perceber, como e que com frio, sem condições, numa gruta nasce o seu menino.
E MARIA acreditando, SEM HESITAR , que era obra de Deus…
Mais tarde, o menino perde-se...Que susto de mãe!
-Está lá fora tua mãe que te procura…-dizem a Jesus .
Até parece dura a resposta:
-Mas quem é minha mãe? O meu irmão?.. É aquele que cumpre a vontade de meu Pai…
MARIA tudo aceita por amor.
No final e para encurtar, conhecemos os martírios de seu filho?!
Só quem é Mãe, pode sentir no coração , o que MARIA terá sofrido.
Até ao fim, ela é fiel.
Lá está ela… aos pés da cruz…
Discreta, apenas com um registo seu no Evangelho, nas Bodas de Caná, dizendo-nos o essencial, ainda hoje:
-Fazei tudo o que Ele vos mandar!
Obrigada, querida e linda Mãe do
Céu, pelo teu SIM e nos teres dado, o teu amado Filho Jesus !

1 comentário:

  1. Maria É MODELO. Amparo. Beleza e estimulação para reforço de uma entreajuda e de maior no Pai do Céu

    ResponderEliminar